Sobre idade – 29 não é 30.

Estou me aproximando dos 30. Uma realidade que desde os 27 tento me adaptar, pra não ter que passar por um daqueles episódios irritantes de crise de identidade que todo mundo relata. Inclusive, na minha humilde opinião, aniversários são tão super estimados que acabam causando esse tipo de reação na gente.

Leituras dezembro/18 – humanos, cachorros, suspense e relações tóxicas

Desde outubro do ano passado ando me esforçando bastante pra consolidar de uma vez o hábito da leitura na minha vida. Não quero mais ler esporadicamente, quero que isso faça parte do meu cotidiano. Quando leio me sinto inspirada e sinto que a ansiedade em relação as outras responsabilidades diminuem bastante.

Essas foram as leituras de Dezembro. Particularmente achei que foram boas escolhas (com exceção da última leitura) então, enjoy!

368 dias atrás e 2019

Foi a mais ou menos 1 ano que eu postei por aqui pela última vez. E por mais chato que possa parecer, acredito que fez um bem danado pra mim. Eu não somente me afastei daqui como também dei uma diminuída drástica nas outras redes sociais (assunto pra outro post, inclusive) e não me arrependo nem um pouquinho.

A importância do “não” em nossas vidas

Não. Essa é uma palavra que apesar do contexto negativo, é libertadora. Mais que libertadora, ela é extremamente poderosa. Outro dia enquanto revia um filme com meu marido em casa, “Yes Man” com Jim Carrey, comecei a pensar nos benefícios de um não bem dado pra nossa saúde mental. Essa foi a primeira vez que pensei no outro lado da história enquanto assistia Carl, personagem do Jim, cometer uma infinidade de loucuras com o proposito de sair da sua famigerada zona de conforto.